FAP participa de Seminário de Combate à LGBTfobia dia 18

FAP participa de Seminário de Combate à LGBTfobia dia 18

A Fundação Astrojildo Pereira será representada pelo presidente de seu conselho curador, o senador Cristovam Buarque.

Por Germano Martiniano

Diante do cenário de violência contra a população LGBT no Brasil, que se agrava a cada ano, os núcleos de diversidade PPS (Partido Popular Socialista), PV (Partido Verde) e PSDB (Partido Social Democrata Brasileiro) uniram-se para realizar, nesta quinta-feira (18), no Interlegis (Anexo E do Senado), o Seminário de Combate à LGBTfobia (veja a programação abaixo). O evento é em homenagem ao Dia  Internacional de Combate à Homofobia, celebrado em todo o mundo no dia 17 de maio.

O seminário irá analisar a conjuntura atual e discutir estratégias e ações para o enfrentamento à LGBTfobia. Eliseu Neto, coordenador nacional de Diversidade do PPS, ressaltou a importância do seminário: “Queremos gerar reflexões e ideias que possam nortear os esforços contra a LGBTfobia para os próximos anos”.

Ainda segundo o representante do PPS Diversidade, 44% das mortes de LGBTs no mundo ocorrem no Brasil. Em nosso país, uma pessoal transexual tem 35 anos de idade de média de vida. São, ao todo, mais de 300 mortes por crime de ódio por ano. “Diante de todos esses dados alarmantes, ainda vemos que o Congresso Nacional e nossa legislação serem lenientes com a morte de LGBTs”, critica Eliseu Neto. “Os únicos avanços que temos tido é no Supremo Tribunal Federal (STF). Hoje, o PPS está no Tribunal para manter o casamento civil, para que gays possam doar sangue, pela equiparação da LGBTfobia ao racismo e pela luta contra a homofobia nas escolas”, completa o ativista.

Fundação Astrojildo Pereira

A Fundação Astrojildo Pereira (FAP) será representada pelo presidente de seu conselho curador, o senador Cristovam Buarque. O seminário contará também com a presença de ativistas, políticos e lideranças do movimento LGBT, entre eles a vereadora Soninha Francine e atual prefeito de Lins/SP, Edgar de Souza, primeiro prefeito assumidamente gay no Brasil. O seminário será aberto para todas as pessoas que quiserem lutar pela dignidade humana e debater sobre propostas para enfrentar a LGBTfobia.

Ação do PPS no STF equipara LGBTfobia ao racismo

Em 2012, o PPS ingressou com Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão (ADO 26) no Supremo Tribunal Federal exigindo a equiparação da LGBTfobia ao racismo. Isto é, a inserção de orientação sexual e identidade de gênero na Lei nº 7716, a legislação geral de discriminações.

No próximo dia 17 de maio, Eliseu Neto, o senador Cristovam Buarque (PPS-DF), o líder da bandada do PPS na Câmara, deputado federal Arnaldo Jordy (PA), Raquel Dias, do Secretariado Nacional do PPS, e o advogado do partido, Renato Galuppo, participam de uma audiência pública, no STF, com o ministro Celso de Melo, relator da ADO 26.

PROGRAMAÇÃO

Seminário de combate à LGBTfobia

Data – 18 de maio de 2017
Local – Interlegis / Senado Federal
Horário – 9:00 às 13:00

Abertura

9h Jane di Castro – Hino Nacional
Abertura do evento com o Ministro da Cultura Roberto Freire

Combate à LGBTfobia no Legislativo

9h20 – Senador Cristovam Buarque

9h40 – Deputado Jordy – Líder da bancada do PPS

10h00 – Polyana Gama deputada federal PPS

10h10 – Deputada Iracema Portella do PP

10h30 – Senadora Marta Suplicy

10h40-Plenária 1

Mesa II – Combate à LGBTfobia no Executivo 

10h45 -MEC – Ivana Siqueira -Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão – SECADI

10h55- SDH- Flávia Piovesan -Secretaria Especial de Direitos Humanos

11h05 – Conselho Nacional LGBT

11h20 – Plenária 2

Mesa III – Projetos de enfrentamento à LGBTfobia

11h30 -Edgard de Souza – prefeito de Lins pelo PSDB assumidamente gay

11h40 -Soninha Francine – Vereadora e ex coordenadora estadual LGBT

11h50 – Mariana Ribas – Secretaria de Audio visual do Minc

12h00 – Ludymilla Santiago colaboradora da ANAVTrans( Associação do  Núcleo de Apoio e Valorização à Vida de Travestis, Transexuais e Transgêneros do Distrito Federal e Entorno)

12h10 – Plenária 3

Mesa IV – Os partidos como ferramenta de enfrentamento à LGBTfobia

12h20 – André Pomba PV Diversidade, suplente do comitê técnico de cultura do minc

12h30 – Marcos Fernandes Diversidade Tucana

12h40 – Bruno Tete – PP Afro

12h50 – Eliseu Neto PPS Diversidade – 23 Conselho Nacional de Combate à Discriminação LGBT/ comitê técnico de cultura do

* Germano Souza Martiniano é Assessor de Comunicação da Fundação Astrojildo Pereira (FAP)

Sobre o(a) autor(a)

Internacionalista formado pela Unesp e assessor de comunicação da FAP

Related posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *