Page 8 - Revista Política Democrática Online V9
P. 8

ENTREVISTA ESPECIAL - ROBERTO KANT DE LIMA
        MATÉRIA - JOHN DOE


        “A partir da Lava Jato, o

        protagonismo da tutela saltou

        para o juiz, que, articulado com


        as outras corporações, retoma a

        mesma ideia de se tornar agente

        público com visibilidade”
















                                 Política de justiça criminal



                        atingiu mais os desiguais, diz Kant





                     Medidas como a mudança proposta pelo presidente Jair Bolsonaro sobre a
                     aquisição e o porte de armas, entre outras, beneficia “criminosos profissionais”
                     em detrimento do cidadão comum, critica Roberto Kant de Lima

                           Por Luís Roberto Cardoso de Oliveira, professor titular do Departamento de Antropologia da UnB e Renato Gallupo, advogado

                       O antropólogo Roberto Kant de Lima, co-  mudança proposta pelo presidente Jair Bol-
                     ordenador do Núcleo de Ensino, Pesquisa e  sonaro sobre a aquisição e porte de armas
                     Extensão em Administração Institucional de  no Brasil. Ele cita como exemplo, a situação
                     Conflitos (NEPEAC/PROPPI/UFF), e membro  do Rio de Janeiro, onde a população já vive
                     da Academia Brasileira de Ciência (ABC) –  em um verdadeiro “faroeste”. “Vivemos um
                     que há cerca de 20 anos faz pesquisa de  problema para cuja solução não se tomaram
                     campo em instituições judiciárias e policiais  as devidas providências. São as milícias, mis-
                     do Brasil e dos Estados Unidos – é o entrevis-  tura de operadores institucionais, da polícia,
                     tado especial da oitava edição da Revista Po-  e pessoas que já saíram ou foram expulsas
                     lítica Democrática Online, publicação men-  da polícia. A legislação vai, em minha opi-
                     sal editada pela Fundação Astrojildo Pereira  nião, legalizar esse faroeste, permitir que as
                     (FAP), vinculada ao Cidadania (23).      pessoas tenham mais armas e munição em
                       Kant, que também é professor titular  casa, legalmente”, critica.
                     aposentado do Departamento de Antro-       Para ele, o decreto que está no Congresso
                     pologia  e professor aposentado  adjunto  vai fortalecer a ideia de um poder não ins-
                     do Departamento de Segurança Pública da  titucional. “Trata-se, no fundo, de legalizar
                     Faculdade de Direito da Universidade Fe-  uma situação que, pelas leis atuais, ainda é
                     deral Fluminense, é um crítico ferrenho da  considerada de competência federal. E, por-




        8                                       REVISTA POLÍTICA DEMOCRÁTICA                           JULHO 2019
   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13